Oxiteno Europa conquista certificação RSPO

Mais um marco importante foi alcançado recentemente pela empresa: O escritório da Oxiteno na Bélgica acaba de obter a certificação Roundtable on Sustainable Palm Oil (RSPO). Esta conquista qualifica a Oxiteno Europe BV para desenvolver novos negócios no continente europeu, como revender produtos certificados RSPO fabricados por um parceiro local na região. Recém transferido de Bruxelas para a cidade de Zaventem, também na Bélgica, o escritório da Oxiteno na Europa tem importância estratégica para a organização, desenvolvendo negócios em toda a região, onde estão localizados os headquarters das principais indústrias químicas no mundo.

O certificado

A certificação RSPO é uma exigência de mercado e assegura que os produtos certificados foram fabricados a partir de matérias-primas produzidas de forma sustentável, com respeito aos direitos dos trabalhadores envolvidos em toda a cadeia produtiva e ao meio ambiente.

Outros princípios da RSPO estipulam uma redução significativa do uso de pesticidas e queimadas; o tratamento justo dos trabalhadores de acordo com as normas locais e internacionais de direitos trabalhistas e a necessidade de informar e consultar as comunidades locais antes do desenvolvimento de novas plantações em suas terras.

A conquista desta certificação está alinhada com o Plano Estratégico de Sustentabilidade até 2030 da Oxiteno, que apresenta objetivos e metas ambiciosos.

Sobre o óleo de palma

O óleo de palma é uma matéria-prima natural derivada de uma palmeira, com diversas aplicações, sendo amplamente utilizada na indústria de alimentos e higiene pessoal. Garantir a sustentabilidade da cadeia desse óleo é importante para conservar as áreas protegidas e garantir condições de trabalho justas.

A iniciativa contribui com a prevenção de práticas predatórias e proíbe seus membros de explorar ou comercializar óleo de palma de florestas primárias ou áreas com concentrações significativas de biodiversidade (por exemplo, espécies ameaçadas), ecossistemas frágeis ou áreas que são fundamentais para atender às necessidades culturais básicas ou tradicionais das comunidades locais (áreas de alto valor de conservação).